Seja bem-vindo ao DeDentroPraFora. Aqui falamos da Metafísica atual e de como ela pode contribuir para que sintamos mais prazer em viver. :) :) :)



Artigos






Desafios - II

Ana Maria Prandato - 17/02/2002


I - Aproveitando a oportunidade (Lição de casa "online")

É possível evoluir com prazer

Conforme temos afirmado freqüentemente, este trabalho não pretende ser apenas literário, e muito menos pretende "encantar" as pessoas com palavras fantasiosas e irresponsáveis.

Ao escrever, concentramos toda a atenção possível para que não aconteça de passarmos informações que não tenham sido antes aplicadas à nossa própria vida diária e, portanto, viabilizadas na prática.

Não somos adeptos do "faça o que eu mando, não faça o que eu faço", tanto por respeitarmos nossos leitores quanto, e principalmente, por respeitarmos a nossa própria integridade - nosso compromisso é com o nosso nível de integridade atual - o nosso melhor, como gostam de dizer alguns - e só com ele.

Assim, os artigos aqui publicados são, antes de tudo, exercícios de auto-conhecimento e de transformação que praticamos conosco, no dia-a-dia.

Pois bem, os recentes "problemas" que afetaram o funcionamento normal do DeDentroPraFora apresentam-se como uma ótima oportunidade para um exercício prático, online, de Metafísica atual, e vamos aproveitá-la juntos. Pra mim, que passo a falar pessoalmente, serve como reformulação, atualização; pra você, pode servir como referência (lembre-se, para a Metafísica nada é por acaso, então sugiro que você observe se está acontecendo alguma coisa parecida aí na sua vida).


II - Os fatos

Quem tentou acessar o DeDentroPraFora nos últimos dias percebeu situações estranhas. Muitas vezes ele esteve fora do ar, ou então estava online, mas tinha "voltado no tempo", sumindo com as atualizações recentes, ou, ainda, expunha a triste página deixada por um hacker que invadiu o servidor de hospedagem há alguns meses atrás (tema do seu "manifesto": o sofrimento).

Como você pode avaliar, não foram circunstâncias agradáveis. Vendo as coisas de fora, toda essa confusão foi causada por problemas lá no servidor de hospedagem, e o nosso site foi, por acaso, apenas mais uma vítima da ineficiência que acontece em larga escala nessa área da hospedagem, no Brasil.

Só que este é um site de Metafísica (que não acredita em vítimas nem em fatalidades), e não é por acaso que o seu nome é DeDentroPraFora... Se aparecêssemos aqui com uma notinha, simplesmente "espinafrando" o servidor, você teria todo o direito de nos enviar um e-mail mandando a gente ir plantar batatas... "né"? : ) Este é o lado chato da Metafísica... nunca mais dá pra jogar toda a responsabilidade pra cima dos outros... nem só por um pouquinho... :) Mas, não se assuste... As compensações valem a pena. :)

Então vamos ver tudo isso de uma forma didática.

Pra começar, a Metafísica atual relaciona o computador ao intelecto - às idéias. De maneira geral, situações desagradáveis relacionadas ao computador (e aqui entram as interferências no site), indicam que estamos ativando algum pensamento - crença - que já não é compatível com o nosso estágio atual de conscientização. Podem indicar, também, que estamos sendo "mentais" além do limite bom para nós agora - é mais um convite ao "sentir". Funciona mais ou menos assim: nossos pés cresceram, mas insistimos em andar com os sapatos antigos, que já se tornaram pequenos. Não dá pra ser confortável, não é mesmo? Se é importante adequar os sapatos aos nossos pés, é vital adequarmos as nossas crenças à consciência que atingimos até este momento (sempre o momento presente). E qual é o modo mais rapidinho de percebermos que os sapatos estão pequenos? Dói... Assim também os contratempos aparecem pra percebermos que há em nós crenças - formas de ver a vida, formas, enfim, de viver - que precisam ser mudadas.

Seguindo, vamos dar uma olhada nas "coincidências" que apareceram. Para a Metafísica atual, a vida "fala" conosco a cada instante, por meio dos acontecimentos. Nada é por acaso, e isso fica bem claro ao examinarmos "os bastidores" das questões. Por exemplo, essa "volta no tempo" que ocorreu no DeDentroPraFora, e mesmo a reaparição da página do hacker, foram evidências bastante significativas pra mim, que assim pude encontrar algumas pedrinhas no sapato... :)

Sem entrar nos níveis mais íntimos e pessoais (importantes apenas para a minha própria compreensão), posso citar alguns dados que facilitarão o entendimento:

a) No dia 30 de Janeiro último, uma quarta, eu conversava com um amigo e falava da minha alegria, uma vez que o DeDentroPraFora estava fechando o mês com o dobro de páginas visitadas em relação ao mês anterior. Esse amigo, então, sugeriu uma parceria que exigirá mais trabalho, mas que poderá tornar o site muito mais lido e conhecido (o que, pra mim, significaria prazer). Animada, aceitei o desafio e comecei a pensar naquele que seria o próximo artigo, "Desafios", publicado no sábado seguinte.

b) Depois da publicação, senti um certo desconforto... que não pude identificar imediatamente, em profundidade.

c) No domingo, mais uma surpresa agradável, que dava outra "apertadinha" na minha responsabilidade - uma proposta de trabalho envolvendo palestras sobre a Metafísica atual para um público consideravelmente grande. Fiquei contente, é claro! Era a vida me dando crédito, não era? Mas, e aquela coisinha lá dentro, me incomodando, seria o quê?


III - Escreveu, não leu...

Pois é, não tem moleza pra ninguém. Custei um pouco a "me achar" e... pimba! Lá veio a vida, como quem diz: "Difícil de enxergar o que é que está "pegando", Ana? Então vamos dar uma "aumentadinha" na chateação, só pra clarear..." Na segunda-feira começaram as trapalhadas que atingiram o site - e para onde foi que ele voltou? Para o dia 30 de Janeiro... É que eu aceitei os desafios de avanço com sinceridade, mas continuava mantendo um pezinho no passado, na velha maneira de pensar, e a vida só me mostrou que não daria para ir pra frente daquele jeito.

Era isso que me incomodava, depois de ter escrito "Desafios". Querendo manter os pés no chão, realista, acabei conservando um restinho de valorização ao sofrimento, justificando a sua utilidade... adiando a felicidade completa para "beeeem" mais tarde... Aí o tempo fechou, é claro, e aquela página do hacker sofredor foi praticamente esfregada no meu nariz - porque, na verdade, eu não acredito mais na necessidade do sofrimento - eu acredito é na necessidade do prazer! Acredito na possibilidade de vida boa já, agora! - e não dá pra ficar "fazendo média" com aquilo que parece sensato, ajuizado, mas que, no fundo, é só mais um nó que nos contêm. Êta dificuldade para assumir que queremos é ter prazer na vida! (Será que ainda é alguma crença dizendo que Deus prefere os sofredores, especialmente os resignados? Bom, eu tenho a certeza de que esse deus não pode ser o meu. O meu Deus é da alegria, da fartura, da abundância, da realização, da possibilidade, da solução, do desenvolvimento - é esse o Deus que eu reconheço na natureza, na vida, em mim, e é nele que eu acredito.).

Prazer! Vida significativa e feliz! É essa a realidade que eu quero pra mim, e é agora! Afinal, essa é a proposta mais imediata da Metafísica atual. É por querer todo o prazer possível "nesta vida" que estou aprendendo a me livrar das tranqueiras que o impedem ou diminuem; é essa aprendizagem que eu quero compartilhar com as pessoas que também quiserem aprender - e é gostoso sentir meu coração "aprovando", ao dizer isso a você. Ao escrever "Desafios", senti que estava me contendo, nesse aspecto, mas resolvi manter a postura racional, meio conformista, que fixa os olhos na evolução, desconsiderando que é preciso - e possível - ser feliz agora mesmo, neste instante. E deu no que deu... Lição feita e aprendida. Prazer já! - é essa a minha verdade, e eu só posso me guiar por ela.


IV - A César o que é de César...

Muito bem, tudo aquilo que acontece conosco, segundo a Metafísica atual, é da nossa responsabilidade ("responsabilidade", não culpa). Neste caso, o servidor de hospedagem não tem culpa de nada, então, não é? Não tem culpa, mas também tem a sua responsabilidade - por ser uma Empresa que se comprometeu a prestar serviços de ótima qualidade, cobrando por eles, e que deixou de cumprir aquilo que foi contratado. E como fica? Em todas as situações de conflito, o caminho recomendável para a solução é o diálogo. Se as coisas não se resolverem satisfatoriamente, ou se sentirmos que é necessária uma providência mais enérgica, aí poderemos chegar às medidas legais cabíveis - mas sempre, em primeiro lugar, procurando entender porque foi que "nós" entramos nessa história (inclusive para que ela não se repita inúmeras vezes).

E quanto ao hacker? Bem, não há como saber com certeza. É evidente que não se pode considerar uma invasão como um ato louvável. Entretanto, aparentemente ele andou "se apoiando", (fazendo o melhor possível por si próprio, em relação ao seu estágio atual de desenvolvimento), tanto que conseguiu o improvável: teve o seu "texto" em destaque por mais algumas boas horas... e desta vez sem nenhum esforço... A vida não é mesmo engraçada?


V - Pra encerrar

"Abrimos" esta nossa experiência recente, que envolveu o DeDentroPraFora, apenas como sendo um dos infinitos exemplos que a vida proporciona a todos nós, cotidianamente. Nada aqui serve de modelo, considerando-se que a cada dia fica mais visível que a vida não funciona segundo padrões.

Para nós, o principal foi reafirmar a importância de agirmos de acordo com a nossa própria verdade (que não é igual pra todo mundo), até para evitarmos os tais "transtornos didáticos".

Como sempre, é só mais um convite a que olhemos para a vida (e para tudo aquilo que existe e acontece nela, incluindo a nós mesmos), de um ponto de vista diferente.




Comente este artigo Fale conosco

Sugira um tema



Quer enviar esta página
para um amigo?
Clique aqui!